Escola em Manaus realiza evento com experts em tecnologias educacionais

Você já parou para pensar que boa parte daquilo que imaginávamos como futurista, há alguns anos atrás, hoje é uma realidade? E se você nasceu, pelo menos, na década dos anos de 1980, quase tudo o que vê ao seu redor representa esse futuro imaginário.

O mais impressionante disso é que para as novas gerações, nativas dessas novas tecnologias, as coisas são completamente diferentes. Hoje se fala em novas profissões, novas realidades, novas formas de relacionamento e nova educação.

Diante de novas realidades surgem novos desafios e, claro, novas soluções. Várias delas criadas em torno a debates e eventos voltados à otimização dos recursos tecnológicos para os diversos fins relevantes para a sociedade.

No intuito de dar continuidade à análise desses novos desafios tecnológicos voltados para a educação, o Centro Educacional Século realizará na próxima terça-feira, 14, a partir das 18h00, o evento Era uma Vez o Futuro, para discutir os reflexos das inovações tecnológicas em todos os setores da sociedade, especialmente no mundo do trabalho e da educação. As inscrições podem ser feitas pelo site – Clique AQUI.

No dia, estarão presentes duas das figuras mais relevantes nessa temática no Brasil. Por um lado, o Professor de novas tecnologias da USP, Manuel Moran, abordará a temática: “As tecnologias digitais, as novas linguagens e sala de aula invertida”. Pelo outro, o empresário Carlos Oshiro, tratará o assunto: “Como as mudanças impactam os negócios e as profissões”.

Os pesquisadores proferirão suas palestras para mais de 700 pessoas no Teatro Século, a fim de chamar a atenção sobre os impactos da revolução tecnológica nos dias atuais.

No evento, o professor Moran, que também é um dos fundadores do projeto Escola do Futuro da USP, apresentará as mudanças progressivas que priorizam o maior envolvimento do aluno com as atividades, por meio de metodologias ativas, o ensino híbrido e a sala de aula invertida. A intenção é “que o aluno experimente mais, que não fique tão passivo. Que procure caminhar por sua conta, com a orientação do professor, para assim deixar de ser um aluno que espera tudo e se torne um aluno mais empreendedor”.

Por outro lado, o empresário e palestrante Carlos Oshiro, analisará as consequências que as mudanças tecnológicas trouxeram para o mundo profissional, chamando a atenção para o surgimento de novos empreendimentos e novas profissões, questões que o universo educativo deve proporcionar aos alunos da atualidade. “A nova economia é silenciosa e invisível. E perigosa para quem vende no formato antigo e não entende esse novo momento”.

O evento, que também é uma das atividades desenvolvidas no âmbito da Semana Global do Empreendedorismo, será o cenário da exposição Robótica e Iniciação às Tecnologias e da exibição de aparelhos tecnológicos antigos.

A História ensina que as inovações tecnológicas mais marcantes costumavam acontecer a cada 30 ou 40 anos. Hoje, com as novas tecnologias, essas mudanças ocorrem de forma muito mais rápida e numa escala muito grande, desmontando, em intervalos de tempo muito curtos, o mundo como o conhecemos.